Revista Veja - "QUer Transar comigo?" - o "Bang with friends" revoluciona as relações entre s jovens





A frase acima é o slogan do Bang With Friends, aplicativo para o Facebook que, em duas semanas, arrebanhou 500 000 usuários (8% deles no Brasil). Criado por garotos da California, ele é o mais novo indício de como a internet traduz – e induz – uma revolução nos costumes
Para explorar essas mudanças, a reportagem de VEJA procurou especialistas, conversou com os jovens que já experimentaram o “app” – e descobriu que algumas coisas, afinal, continuam como antes. (http://reimprensa.blogspot.com.br/2013/02/quer-transar-comigo-o-maior-sucesso.html)

............................

Como temos discutido ao longo dos últimos anos qui nesse Blog, as transformações da sociedae intererem diretamente nas relações de Direito de Família. A Revista Veja trouxe a polêmica matéria sobre o "Bang With Friends", algo como "transar com amigos", sucesso mundial através do uso do aplicativo via Facebook.

Mais uma vez, deixamos o questionamento sobre os limites do comportamento social. E ainda: sera que essa vulgarização da sexualidade, principalmente entre os jovens, tem efeitos sobre os temas de Direito de Família?

Fica a recomendação de leitura!

Abraços a todos!


4 comentários:

  1. Acredito que mais cedo ou mais tarde, com certeza será mais um tema de discussão inesgotável no Direito de Família.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Dimitre Soares,

    Boa Tarde,

    Estou divulgando este trabalho inédito do escritor paraibano, Agassiz Almeida, o mesmo autor de "A República das Elites" e de " A Ditadura dos Generais". Trata-se de uma excelente obra filosófica pós-moderna, que desconstrói todo um mito fundamentado sobre o dogma evolucionista darwiniano.

    É uma obra fascinante, surpreendente do começo ao fim. Vale a pena conferi-la!!!

    O Título da obra é " O Fenômeno Humano" e, por si só, aborda a complexidade da existência, do ser e do desconstruir para edificar um novo paradigma evolucionista, antes desconhecido.

    Quem tiver o prazer de lê-la, saberá o quanto tudo que há na ciência pode ser questionado e re-definido.

    Daveslley Oliveira Cardoso,
    OAB-RN 11.203

    ResponderExcluir
  3. Associação Brasileira de Imprensa, ABI: A obra “O fenômeno humano” de Agassiz Almeida afronta um mito universal.


    Na vanguarda das lutas democráticas e no apoio à cultura brasileira, há mais de cem anos, desde os seus fundadores, Gustavo de Lacerda, Mário Galvão e Amorim Junior, até o seu atual presidente Mauricio Azêdo, a Associação Brasileira de Imprensa, ABI, e como várias personalidades e entidades, vêm manifestando critica favorável ao livro “O fenômeno humano” de Agassiz Almeida, destacando esta obra como uma das mais importante nas últimas décadas na literatura brasileira, de vez que o autor, numa longa pesquisa investigativa desvendou a viagem de Charles Darwin no H.M.S. Beagle, no século XIX, como uma estratégica farsa montada pelo Império Britânico visando usurpar as riquezas dos países sul-americanos recém libertos do jugo espanhol, inclusive o Brasil.


    Ressalta a critica: Eduardo Galeano, na sua clássica obra, apontou as veias abertas da América Latina, Agassiz Almeida escancarou as vísceras dos povos espoliados, no século XIX, da América do Sul, sangrados pelas garras da Inglaterra cujas consequências danosas ainda alcançam os dias atuais.
    Nos altos momentos da nacionalidade brasileira, destacadamente nos campos político e cultural, a Associação Brasileira de Imprensa, ABI, sempre esteve presente numa posição de combate ao autoritarismo e as oligarquias, ou no incentivo à promissoras iniciativas, como esta manifestação expressa pelo seu combativo presidente Maurício Azêdo, resumida nesta expressão: A fascinante obra “O fenômeno humano” de Agassiz Almeida, após uma profunda pesquisa pelo seu autor, afrontou um mito universal.

    Parabéns, companheiro Agassiz.

    ResponderExcluir
  4. O desafiador livro “O fenômeno humano”, de Agassiz Almeida


    João Luiz dos Santos



    Ontem, acabei de ler a obra O fenômeno humano. Reais objetivos da viagem de Charles Darwin no H.M.S Beagle, de Agassiz Almeida .


    Não é simplesmente um livro em que se repassam páginas e páginas. São petardos que o autor lança certeira e frontalmente numa das maiores farsas da humanidade: “A viagem de Charles Darwin a bordo do navio H.M.S. Beagle”.

    Recém-libertos do jugo hispânico, os países sul-americanos, a partir dos meados da década de 1830, são presas indefesas das garras do poderoso Império Britânico, que num verdadeiro arrastão usurpa as suas riquezas.


    Como tantas centenas de incautos, como fui acreditar que aquela trama tinha propósitos científicos e de paz. Tudo forjado pela então maior potência á época, a Inglaterra, cujo domínio econômico abarcava quase 80 ° das riquezas mundiais.


    Eduardo Galeano, em sua clássica obra, expôs as veias abertas da América Latina, Agassiz Almeida com esta fascinante obra, “O fenômeno humano” apontou as vísceras apodrecidas dos povos sul-americanos, inclusive do Brasil, pelas garras do Império Britânico, tendo como principal artífice Charles Darwin, genro do mais poderoso empresário da Europa, Josiah Wedgwood.


    Com dados e elementos irrefutáveis, Agassiz Almeida conduz o leitor por meandros sombrios através dos quais se arma toda a trama, a começar pelo Brasil com as minas de ouro de Minas Gerais, até o assalto impiedoso às riquezas dos países africanos, predominantemente, da África do Sul.


    Na segunda parte do livro, o implacável escritor brasileiro investe-se na condição de pensador do fenômeno humano, e desta analise ele projeta uma visão homérica para o destino do ser humano, a quem vaticinou alguns séculos à frente, vencer a morte não morrendo. Com esta tese, a teoria do darwinismo é questionada, de vez que a evolução das espécies com base unicamente na seleção natural levaria os seres vivos não a perfeição, mas a sua extinção .


    Como vem acentuando grande parte da critica, Agassiz Almeida mergulha no infinitamente pequeno da origem da vida e se conceitua com esta obra, um pensador da condição humana. Do onde provem este livro que acabo de ler? Desta personalidade irrequieta e constantemente indagadora, Agassiz Almeida.



    João Luis dos Santos.

    Doutor em Economia pela Sorbone-Paris;

    Doutor em Engenharia pela Coppe-Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir