"As mães de Chico Xavier", um belo filme!


Ontem assisti no cinema o belo filme “As mães de Chico Xavier”. Fala da vida, da morte, e principalmente da necessidade de compreensão sobre os mistérios do espiritismo para nos permitir seguir em frente com passos firmes, superando as dificuldades do dia-a-dia.

O filme trata com singeleza da saudade, esse sentimento que aperta o peito e nos deixa prostrados quando perdemos algum ente querido. A difícil aceitação da mudança de “mundo” entre essa realidade e a vida espiritual ajuda a entender o que se passa com aqueles que se vão, e como os que ficam podem ajudá-los a seguir seus caminhos.

Uma produção grandiosa, com atores globais e com uma direção bem construída, tem como pano de fundo as mães que receberam cartas de seus filhos já falecidos psicografadas por Chico Xavier.

As lições gerais da doutrina espírita são representados com muita força pela simplicidade e pela generosidade constante de Chico Xavier, uma figura que passa a ser cada vez mais conhecida pelo grande público, e que tem tamanha importância na divulgação e nos preceitos deste credo religioso.

Produzido tendo por objetivo principal encerrar as comemorações do centenário de Chico Xavier, sem dúvidas é um filme emocionante, e bem mais “palatável” para os que não são adeptos do espiritismo, ou os “marinheiros de primeira viagem” nas discussão do além-túmulo que o anterior “Nosso Lar”.

De toda forma, fica a recomendação de um filme bem bonito e que emociona sinceramente, e principalmente, que nos faz refletir um tanto sobre a vida após a morte, e muito mais sobre a vida que temos levado aqui nessa existência.

0 comentários:

Postar um comentário