Para entender o Direito de Família - Filme "A separação", de Asghar Farhadi

"A separação" é um filme iraniano, vencedor do Oscar para produções estrangeiras, com profunda vinculação com o Direito de Família.

A trama se desenvolve em torno de um casal que está pondo fim ao seu relacionamento conjugal. A primeira cena do filme, inclusive, é perfeita em retratar a discussão do casal em uma “audiência”, no absolutamente caótico sistema judiciário iraniano.

Ao longo do filme, outras questões vão sendo apresentadas ao espectador, as o pano de fundo é o mesmo: o rompimento de vida familiar provocada pelo divórcio.

A produção, dirigida por Asghar Farhadi, pode ser analisado pelo viés político, cultural e religioso, em face do temas postos à reflexão para que o assiste. Mas o ponto de vista que analisa o Direito de Família é emblemático. Decerto poderíamos concluir que as vicissitudes que envolvem o fim de um casamento independem de tradição, formação cultural ou credo religioso das partes envolvidas. É sim, um espelho das frustrações, amarguras e rancores que o final de um “sonho” pode representar.

Na prática cotidiana do escritório de Direito de Família, nos deparamos sempre com situações idênticas, onde o lado humano pode atingir o mais vil aspecto, até o mais alto dos propósitos.

É, portanto, um belo filme, e uma grande aula de Direito de Família.

0 comentários:

Postar um comentário