Direito de Família e... comédia!!! Diário Oficial do TRT da Paraíba publica carta de amor relatando um triângulo amoroso.


O site do G1 (www.g1.com.br) tornou nacional hoje o que, no mínimo, poderia ser chamado de vexame público do TRT da 13ª Região, na Paraíba.

Ocorre que foi publicado no diário oficial do dia 16 de fevereiro uma carta de amor relatando um complexo triangulo amoroso.

A carta ,que parece ser uma "despedida" retrata um triangulo amoroso em que a terceira pessoa seria alguém da convivência íntima do casal.

Pelo inusitado, vale pelo menos como um realista ponto de vista da situação!

Ja que esse é um site dedicado ao Direito de Família, temos um exemplo escancarado do que se passou doutrinariamente a chamar de "poliamorismo".

Abaixo, reproduzo o texto do G1.com, e em seguida a "carta de amor" que, por maneiras ainda inexplicáveis, foi parar no Diário Oficial do TRT da Paraíba!

..........................

28/02/2012 16h50 - Atualizado em 28/02/2012 16h50

'Carta de amor' vai parar no Diário da Justiça do Trabalho da Paraíba

Carta foi publicada no lugar do resultado de um processo.
Justiça confirma publicação, mas não se posicionou oficialmente


Uma carta de amor foi parar no Diário Oficial do Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região, que tem sua sede localizada na Paraíba. A edição do último dia 16 de fevereiro trouxe no lugar em que deveria constar o resultado de um processo a inusitada publicação que conta em detalhes o término do relacionamento de um casal.

Nesta terça-feira (28) o G1 entrou em contato com o Tribunal Regional do Trabalho. A assessoria de imprensa disse que o órgão já tinha conhecimento da carta e estava discutindo que providências seriam tomadas . A edição do Diário Oficial com a publicação amorosa continua disponível no site do TRT.

A carta, que inclusive aparece assinada, relata o fim de um relacionamento provocado pela entrada de uma terceira pessoa. A mulher, que assina, se queixa do seu amante, relembra momentos vividos com ele e até revela que vai devolver um iphone que ganhou de presente. “Eu fiquei muito mal comigo mesma com a 'nova' história triangular que acabo de viver com você”, lamenta a mulher logo no início da carta.

A mulher não aceitou que o homem se envolvesse com uma outra mulher. Ela diz que já tinha aceitado ser amante dele em outra situação, mas não aceitaria o novo caso porque a da vez seria alguém próxima a ela. “Eu não sabia que você e uma pessoa tão próxima mim de quem gosto e a quem devo obediência profissional está de caso com você”. Ela, inclusive, diz que o 'amante' propôs ter as duas ao mesmo tempo. “Não gosto de promiscuidade, não por moralismo, mas porque minha energia não se afina com sua e procuro mais do que sexo”.

“Sempre soube que não havia um compromisso entre nós e sou romântica e idealista mesmo e esse lado bem cru e realista da vida me deixa perplexa”, diz a mulher insatisfeita em um dos últimos trechos.

Fonte: http://g1.globo.com/paraiba/noticia/2012/02/carta-de-amor-vai-parar-no-diario-da-justica-do-trabalho-da-paraiba.html

...............................


Carta de amor do triângulo amoroso no Diário Oficial do TRT 13, publicado em 26 de fevereiro de 2012:

RTOrd-87800-15.1999.5.13.0002
Processo Nº RTOrd-878/1999-002-13-00.0
Reclamante SEVERINO JOSE BARBOSA
Advogado do
Reclamante
JOAO BATISTA C. DE ARAUJO(OAB:
5105PB.I)
Advogado do
Reclamante
ALEXANDRE LUCENA
CAMBOIM(OAB: 9569PB.)
Reclamado VIDRONORTE COMERCIO E
REPRESENTAÇOES LTDA


Eu fiquei muito mal comigo mesma com a "nova" história triangular
que acaobo de viver com você porque percebi que estava
desejando uma reaproximação contigo, reviver os momentos bons
que tivemos, mesmo que limitados...Ilusão claro, e sempre soube
que você era/é "solto" e que ninguém é de ninguém.
Mas assim como no ano passado você sabia - e eu NÃO !!! - que
estava me chamando para treinar no mesmo ambiente em que
estava Jamile (UP), há um mês atrás, quando me convidou
novamente, quando esteve em minha casa, e ainda quando
transamos no carro, há uma semana, EU NÃO SABIA que você e
uma pessoa tão próxima a mim, de quem gosto e a quem devo
obediência profissional, está de caso com você...E percebo que
esse caso está rolando, que se tivesse acabado, se fosse passado,
ela não teria comentadodo/especulado há poucos dias porque não
tem mais me visto na Prodígio...Ela soube por você que fizemos um
novo contrato de treino, que voltei para a UP... Eu não sabia de
nada de vocês mas vocês sabiam de mim, e VOCÊ sabia de nós
duas!!! Eu não sabia mas incrivelmente, por intuição, de repente,
percebi. E que bom que você confirmou! Aprecio a sua
honestidade, ainda que tardia.
Não sou perfeita, não sou puritana, não sou moralista, adoro sexo,
sempre gostei demais de fazer sexo com você, reconheço que
tenho muita atração física por você, de verdade, e sempre pus
muito carinho em nossos encontros. Não gosto de promiscuidade,
não por moralismo, mas porque minha energia não se afina com
isso e procuro mais do que sexo. Você deve se lembrar que logo no
início eu lhe chamei para nos encontrarmos na a minha casa porque
era/sou uma pessoa sem impedimentos e porque não me dou muito
bem com as energias de motel. Nunca aceitei sexo "a três" porque
gosto é do encontro íntimo, da brincadeira gostosa com o parceiro

que me atrai, da troca a dois, não exatamente de tesão por tesão,
de troca corporal apenas... Mas até pode ser caretice mesmo, mas
tenho o dever de ser honesta comigo. A minha energia sutil é que
me sustenta e me protege e a respeito muito. É muito sensível e
aberta e recebe muita carga negativa em moteis. Dela vem minha
guiança interna, meu senso e vontade de estar inteira e em verdade
na minha vida e diante dos outros. Dessa energia sutil vem guinça,
proteção, as intuições e os insights. Sempre soube que não havia
um compromisso entre nós e sou romãntica e idealista mesmo e
esse lado bem cru e realista da vida me deixa perplexa. O "vale
tudo" não funciona muito pra mim mas eu é que devo ser estranha,
talvez devesse estar noutro planeta.
Eu aceitei estar com você sabendo que tinha uma namorada mas
conviver com você e ela não deu para mim. Deu para você, como
agora deu novamente conviver comigo e uma terceira pessoa quase
da minha intimidade. E para ela deu também. Para mim não dá!!!
Aproveitem-se!
Segue anexo o comprovante (CUPOM FISCAL) do Iphone.

0 comentários:

Postar um comentário