Mais uma vez Geraldo Azevedo: sempre perfeito!



Na noite do último domingo pude rever o Show de Geraldo Azevedo , dessa vez no Teatro Municipal Severino Cabral. Foi um momento de alegria em dobro, primeiro pela oportunidade de assistir Geraldo Azevedo em teatro novamente, em segundo pela reinauguração do “Severino Cabral”.

Estava pensando que já perdi as contas de quantos shows do Geraldo eu já assisti... certamente já foram mais de dez ao longo dos anos... em Campina Grande, João Pessoa, em praças, clubes, casas de shows, teatros... Enfim... Geraldo é simplesmente espetacular. Não dá para não ficar emocionado com o primor com o qual ele toca seu lindo violão de pau-brasil, sem caixa e com som mais que perfeito. Acho que não faz dois meses que eu tinha ido a outra apresentação sua aqui em Campina Grande mesmo, no Clube Campestre, e ele de volta, magnífico.

As suas músicas fazem parte da cultura nordestina, e ele conseguiria facilmente passar três ou quatro horas cantando apenas sucessos. Incrível. Nesse show, como na maioria das suas apresentações, ele vem sozinho, voz e violão, mas o conjunto final parece ser composto por uma banda de muitos mais que uma dezena de músicos. Acho que só havia visto algo assim com Moraes Moreira... uma energia que contagia todo mundo e que quase obriga o público a cantar junto suas melodias macias e em harmonia musical completa.

No repertório, além de seus clássicos, teve um pouco de Luiz Gonzaga, Elba Ramalho, Alceu Valença, sua versão sertaneja para Bob Dylan, Capinam e muitos outros... Tocou algumas canções do novo disco, em parceria com grandes nomes da MPB em homenagem ao Rio São Francisco e, como sempre, fez uma linda homenagem a sua terra natal Petrolina-PE. Quem já teve oportunidade de conhecer de perto o Rio São Francisco entende bem como a força das águas faz parte da vida de quem tem o Velho Chico nas veias.

Muito à vontade em Campina Grande, como sempre, Geraldo lembrou que mantém vivo o desejo de gravar um DVD na cidade, pelo acolhimento do povo com sua música, brincou com a platéia o tempo inteiro e cantou músicas a pedido dos fãs, como “Prazeres”, linda homenagem ao Recife. E Lembrou quando lançou, no mesmo teatro Severino Cabral, no final da década de 70, a música “Menina do Lido” em um show com Elba Ramalho.

O Teatro Municipal Severino Cabral

Após dois anos fechado para reformas e com investimentos de mais de dois milhões de reais, o Severino Cabral foi reaberto na semana passada com uma programação de 04 dias, com destaque para os shows de Elba Ramalho, Emílio Santiago e Geraldo Azevedo. Com uma arquitetura belíssima, em formato de bico de flauta, o Severino Cabral é talvez o mais belo teatro de todo o nordeste, e sem dúvidas um dos principais teatros do país. Pela grandiosidade (sem exageros), tornou-se um dos principais palcos do Brasil, recebendo desde 1963 os maiores nomes da cultura nacional. É muito importante que o Severino Cabral tenha sido devolvido ao povo de Campina, pela sua importância como espaço de lazer e cultura.Para os que gostam e apreciam uma boa música, poder voltar ao Municipal é motivo de alegria e comemoração!

2 comentários:

  1. Realmente o Teatro Municipal Severino Cabral está lindo e receber Geraldo Azevedo em sua semana de reabertura é sem duvidas um grande presente para Campina Grande, também estive ao show de Geraldo e fiquei na primeira fila ( tietagem pura, rsss), muita emoção..

    ResponderExcluir
  2. Olá Dimitre, não tive oportunidade de ir ao show, embora também goste muito de Geraldo Azevedo, que narrado por você pareceu ainda melhor.
    Parabéns pela sensibilidade perfeitamente retratada por suas palavras.
    P.S: Virei leitora assídua do blog! :)
    Bjs

    ResponderExcluir