O caso incrível do homem grávido: até onde a ciênica vai nos levar?? Quais os limites??

Caros Amigos, nas últimas aulas sobre filiação tenho comentado o caso americano do "homem grávido". eis a reportagem de meados deste ano sobre o nascimento do segundo filho do transgênero que decidiu engravidar! A pergunta que fica é: qual é o limite para a ciência e para o homem?

"Homem grávido" tem segundo filho em menos de um ano



da Efe, em Los Angeles

Quase um ano após ter seu primeiro filho, o primeiro "homem grávido" do mundo deu à luz outra criança. Thomas Beatie, um homem casado que nasceu mulher, teve sua segunda menina, em um hospital de Bend, no Oregon (Estados Unidos).

Segundo a rede de TV ABC, o parto foi normal e a mulher de Beatie é quem amamentará a criança. O mesmo havia ocorrido com Susan Juliette, a menina que nasceu em 29 de junho do ano passado na primeira gestação do "homem grávido".

Beatie, 35, nasceu mulher, mas passou por tratamento hormonal antes de ser legalmente declarado um homem. Nos anos 90, quando tinha 24 anos, Beatie fez uma operação para mudar de sexo, mas manteve seus órgãos reprodutivos.

Vivendo junto da mulher, Nancy, 46, Beatie decidiu engravidar depois que sua companheira descobriu que não poderia ter filhos. Ele e Nancy decidiram realizar uma inseminação artificial.

Após a primeira gestação, ele anunciou que deixaria de tomar hormônios masculinos para poder ter outro filho.

O caso só chamou atenção da imprensa depois que ele revelou uma foto, que mostrava seu rosto com barba e a barriga grávida. Apesar da preocupação de parentes, Beatie diz que não tem medo das ameaças sofridas desde que o caso veio à tona.

1 comentários:

  1. A ciência n tem nada haver com isso!
    O natural foi quem possibilitou qualquer mulher ter filho, de fato ele é ela, tenta ser ele, mas sua natureza é ela! Simples!

    ResponderExcluir